Hemorroidas

3 de julho de 2018

Hemorroidas são estruturas vasculares (formadas por vasos sanguíneos) situadas na região anal. São também referidas como mamilos ou coxins hemorroidários. Os sintomas mais comuns são: sangramento, dor e Prolapso. O sangramento é bem mais frequente nas hemorroidas internas, e a dor pode ocorrer em ambas (interna ou externa), sendo mais comum nas hemorroidas externas. Entretanto, não é raro encontrarmos indivíduos com hemorroidas que são assintomáticos (sem sintomas) ou pouco sintomáticos. Outro sintoma muito comum nos portadores de hemorroidas é o prurido (coceira) na região. O prolapso ocorre ao esforço para defecar ou seguido de outros esforços. Os sintomas das hemorroidas internas decorrem de seu deslocamento para fora (prolapso). Quando o prolapso do coxim hemorroidário precisa de ajuda para retornar, o estágio é grau III. No estágio grau IV o prolapso é permanente – ou seja, o deslocamento para fora do coxim hemorroidário é permanente, e já não retorna mais naturalmente e nem com ajuda. 

Alguns fatores influenciam ou aceleram o aparecimento dos sintomas, tais como o hábito alimentar e o ritmo intestinal, além de herança genética, gestação (especialmente no último trimestre) e esforços repetidos.

Hemorroidas não causam câncer, mas as duas condições podem coexistir. É comum a automedicação acreditando que o sangramento ao defecar é originado sempre de hemorroidas. Entretanto, outros problemas curáveis precisam ser logo diagnosticados.

Na maioria dos casos o tratamento das hemorroidas é clínico com bons resultados através de pomadas específicas, medicamentos de uso oral e correção dos hábitos alimentares. O tratamento também pode ser realizado à nível ambulatorial (no consultório). É o caso da ligadura elástica das hemorroidas internas. Este procedimento não requer anestesia, devido às características diferentes da sensibilidade da região onde é aplicado o anel elástico.

O tratamento cirúrgico será necessário nos casos em que os sintomas persistem, apesar do tratamento clínico, em especial quando as hemorroidas mais afetadas são as externas ou quando as internas já apresentem prolapso permanente (grau IV).

Também faz parte da avaliação das hemorroidas sintomáticas a retossigmoidoscopia (exame do retossigmoide realizado no consultório, sem a necessidade de sedação). Em alguns casos, todo o intestino grosso precisa ser avaliado antes de iniciar o planejamento terapêutico.

Fibras vegetais e água são muito importantes para evitar o problema. Havendo sangramento ao defecar, não deixe de verificar a causa.

Aviso Legal

As informações contidas neste website são de caráter exclusivamente informativo e educacional e, portanto, não pretende substituir a consulta médica nem recomendar plano de tratamento. Seu médico deverá sempre ser consultado - somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina. Respeitamos os artigos da Resolução nº 1974/11 do Conselho Federal de Medicina.

Temas Recentes

Copyright by Edna Ferraz 2018. Todos direitos reservados